4.7.18

É mais do que compreensível (isto é tudo muito novo) mas foi um bocadinho desilusão a entrevista de alexandria ocasio-cortez ao Colbert

Inventado mesmo agora: os "taxistas" que conheço são, por regra, anti taxistas.

... and not glamorous


Da página do facebook da LRB

Ensaio sobre a moderação ou como quando o centro se desloca para um dos lados do eixo até dá a sensação que as ideias que se situam no lado contrário desse espectro são muito radicais, quando são, como é o caso, bastante moderadas, ao mesmo tempo que mitiga a radicalidade das ideias de cujo o centro se aproxima. Enfim, é ler o texto.

Radical Democrats Are Pretty Reasonable

Paul Krugman
Opinion Columnist

27.6.18

Desporto e política. Américas. Que grande texto.

Why the N.F.L. and the N.B.A. Are So Far Apart on Social Justice Stances



(para ler um dia) Jonathan Franzen Is Fine With All of It

https://www.nytimes.com/2018/06/26/magazine/jonathan-franzen-is-fine-with-all-of-it.html?fallback=0&recId=16ayCWvcFRGYIsx6QXxh7iwwFNT&geoContinent=NA&geoRegion=NJ&recAlloc=thompson_sampling&geoCountry=US&blockId=signature-journalism-vi&action=click&module=editorContent&pgtype=Article&region=CompanionColumn&contentCollection=Trending

20.6.18

Bullying. Aquela descompustura, de dimensão planetária, que um chefe de estado deu a um adolescente por este o ter chamado pela alcunha

Tarefas urgentes para antifascistas (crónica de Rui Tavares, Público)

Acabaram-se as crónicas a alertar para a possibilidade de um regresso do fascismo: ele aí está, inconfundível e indesmentível. Quando o governo dos EUA separa crianças dos pais para as encerrar em campos de detenção. Quando o ministro do interior da Itália diz que vai fazer um censo para expulsar todos os ciganos estrangeiros e acrescenta que “infelizmente teremos de ficar com os ciganos italianos porque não os podemos expulsar”. Quando o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, faz um discurso dizendo que “nenhum compromisso europeu será possível em matéria de imigração e asilo” porque “a Hungria é contra a mistura” com povos estrangeiros. Quando tudo isto acontece, o regresso do fascismo já se deu. Sem eufemismos e sem pleonasmos.

Ler o resto aqui. Com armadura.

11.6.18

O magnífico podcast sobre política internacional - e não só

Le Tour du monde des idéesBrice Couturier

Para que os meus filhos compreendam melhor o mundo em que (ainda) cresceram

"Análise dos certos e errados - a sanar - do estilo das estreantes donas das pastas ministeriais". Foi este o subtítulo explicativo que o diário ABC colocou num texto, publicado no sábado, no qual, sob a foto de cada uma das novas 11 ministras, apreciou, como se costuma fazer com a ex princesa (agora rainha) Letícia, "o guarda-roupa das ministras de Pedro Sánchez", fazendo observações sobre respetivo físico, penteado e habitual apresentação, e sugestões de maquilhagem, acessórios e vestimenta, incluindo "saias mais compridas", "menos decotes e menos braços à vela", "mais maquilhagem", "cuidar mais do cabelo" e outros comentários do mesmo jaez, chegando àquele que o também diário Público considerou o pior, sobre Magdalena Valério, com a tutela do Trabalho (nem sequer referida no texto que lhe é dedicado): "Esta natural da Estremadura de bom físico (...) olhos penetrantes e carroçaria de cá te espero sempre soube tomar partido disso." (Fernanda Câncio, DN, 11 de junho de 2018)